Saúde & Emagrecimento

"Que o teu alimento seja o teu remédio e o que o teu remédio seja o teu alimento".

Hipócrates (460-377 a.C.)


Esse artigo apresenta resumidamente:

  • Uma reflexão sobre as razões de estarmos cada dia mais doentes;
  • O que você deve e não deve comer e beber, se quiser ter saúde;
  • Se fazemos parte desse grupo de risco e se precisamos de ajuda.

_______________________________

Existem três razões muito óbvias para que as pessoas estejam cada dia mais suscetíveis a todo tipo de doenças: o estilo de vida que levam e o que comem e deixam de comer.

O que você deveria consumir: cereais, legumes, verduras, frutas, oleaginosas – tudo, enfim, que contenha os nutrientes necessários para uma vida com saúde, disposição e bem-estar.

O que você não deveria consumir: açúcares e doces, adoçantes e corantes artificiais, alimentos industrializados, embutidos, enlatados, conservantes, frituras, gordura hidrogenada, leite e derivados, farinhas brancas, massas, glúten, refrigerantes, sal refinado, cigarros e assemelhados - e a lista continua...

Infelizmente somos diária e sistematicamente envenenados até mesmo pela (“melhor”) água que bebemos e pelos (“melhores”) alimentos que consumimos. Nossa água é, infelizmente, tratada com cloro e, inexplicavelmente, adicionada de flúor – ambos elementos envenenantes! Nossos alimentos são contaminados por agrotóxicos, geneticamente modificados e desprovidos de muitos micronutrientes (vitaminas e minerais) originais – gravemente no caso das frutas, legumes e verduras que consumimos da feira e ainda mais acentuadamente nos “fast-foods”, com aromas, sabores e cores artificiais e repletos de conservantes e outros cancerígenos.

Quem vive uma rotina estressante, se “alimenta” de maneira inadequada e não descansa o suficiente, fragiliza completamente as defesas do seu organismo, adoece com frequência e se torna refém de muitas doenças graves – muitas delas irreversíveis!

Se prestarmos atenção, prontamente perceberemos que as pessoas possuem hábitos que as conduzem, inevitavelmente, a um adoecimento sistêmico. Alimentam-se da maneira mais inadequada possível: não comem e bebem o que devem (se desnutrindo ao extremo) e comem e bebem o que não devem (se envenenando sistematicamente). É fácil concluir que é obviamente impossível alguém ser saudável e sentir-se bem vivendo tão insalubremente!

Por essa razão precisamos adotar contramedidas para socorrer os nossos organismos, dando-lhes condições de se tornarem imunologicamente resistentes aos frequentes ataques endógenos (da nossa própria genética) e exógenos (do meio ambiente onde vivemos e daquilo que não podemos evitar de ingerir). A maneira mais adequada de ajudarmos o nosso organismo a produzir e manter saúde é através da trofoterapia (basicamente a alimentação adequada à nossa saúde), da fitoterapia (o uso de plantas para saúde) e a suplementação alimentar (indispensável porque os alimentos que precisamos ingerir estão muito carentes dos nutrientes originais, devido às manipulações).

Se, de algum modo, você se enquadra nos aspectos descritos acima é imprescindível que você faça um trabalho de reeducação de hábitos para promover a sua saúde, aumentar a sua imunidade e elevar o seu bem-estar. Você, mais do que ninguém, precisa se ajudar a viver melhor e a alcançar os seus objetivos, inclusive estéticos – porque, como você deve saber, a rotina descrita culmina em sobrepeso e até mesmo em obesidade (e, em casos extremos, em obesidade mórbida).

Se você desejar mais informações sobre saúde e emagrecimento, entre em contato!

Att.,

Dr. Marlon Schock.